Amy Winehouse em entrevista exclusiva de 2007!

E! News | Faz 5 anos

 
A música de Amy Winehouse e sua voz única e emotiva conquistaram a todos na Europa e nos Estados Unidos. E enquanto a última parte da sua vida foi conturbada por conta dos seus vícios, ela era um talento bruto, vencedora de cinco Grammys e cheia de fãs que fizeram tributos em sua memória. A cantora de Back do Black, que foi achada morta em seu apartamento em Londres no sábado, falou com o E! News em 2007 sobre a sua música e sobre o momento em que entes queridos pediram para que ela fosse para a reabilitação. “Eu não escrevo músicas porque eu acho que é uma ideia legal ou porque eu porque eu quero ser vista ou porque eu quero ser famosa”, disse Winehouse. “Eu escrevo músicas sobre as coisas da minha vida, sobre os problemas que tenho e que tive no passado. Eu tive um término de namoro muito ruim, e foi importante para mim poder tirar alguma coisa boa de tudo isso”. Amy também falou sobre sua reação quando disseram que ela precisava procurar por ajuda profissional para cuidar de seus vícios. “Eles estavam me gerenciando o tempo todo, mas eu não estava trabalhando tanto, então nós não estávamos nos vendo tanto e acho que eles apenas ouviram algumas histórias de que eu estava chegando bêbada em casa toda noite e eles foram me ver na casa do meu pai. ‘Nós achamos que você deve entrar em um programa de reabilitação’, e eu disse ‘Eu nunca te vi antes. Você acha que você pode chegar, dizer isso e me colocar em uma van que está esperando lá fora? Não, não é bem assim’. Então, foi até que um pouco engraçado”. Mas mesmo com as passagens pela reabilitação, Amy acabou se tornando famosa e sempre dizia o quanto amava sua música e como respeitava todos aqueles que a amavam tanto quanto ela. “Eu gosto muito das minhas músicas”, continuou Amy. “Eu tenho muito orgulho dela. Se outras 10 pessoas gostarem, eu estou feliz”. Após a notícia de sua morte, o álbum da cantora, Back to Black, chegou ao primeiro lugar no iTunes.