Amigos e familiares falam pela primeira vez depois da morte de Amy Winehouse!

E! News | Faz 5 anos

 
Peter Macdiarmid/Getty Images for NARAS
O pai de Amy Winehouse voou para Londres assim que soube da morte de sua filha, e agora a família da cantora falou pela primeira vez. “Nossa família está destruída pela morte de Amy, uma filha, irmã e sobrinha maravilhosa”, disse o comunicado publicado pelo pai Mitch, a mãe Janis e o irmão Alex. “Ela deixou um buraco em nossas vidas. Nós estamos juntos para lembrar dela e nós apreciaríamos um pouco de privacidade e espaço neste momento terrível”. E eles não foram os únicos que acordaram sentindo falta de Amy hoje. Russell Brand e Katy Perry, Rihanna, Kelly Osbourne, Samantha Ronson, Pete Wentz e Tony Bennett são alguns dos amigos e artistas que twittaram ou prestaram homenagem a memória de Winehouse. Bennett, que gravou a clássica Body and Soul com Winehouse em março na Abbey Road Studios, chamou a cantora de “artista de proporções imensas”. “Eu estou profundamente triste por saber dessa trágica morte”, disse o cantor de 84 anos em um depoimento ao Us Weekly. “Ela era uma compositora extraordinária com um raro dom de vocalista e eu estou muito devastado de que o seu talento excepcional tenha chegado ao fim. Ela era uma pessoa adorável e inteligente e quando gravamos juntos ela deu a alma e fez uma performance extraordinária”. “Eu fiquei honrado por ter a oportunidade de cantar com ela. E eu tinha a sincera esperança de que ela fosse capaz de superar de todos os problemas os seus problemas e eu mando minha profunda simpatia ao seu pai Mitchell, a toda sua e a todos que a amavam”. A cantora de 27 anos foi achada morta ontem a tarde no seu apartamento em Londres. A causa da morte ainda não foi determinada e, de acordo com as autoridades, o resultado da autópsia não será divulgado até, no mínimo, segunda-feira. Amy era um grande talento que ganhou cinco Grammys pelo seu álbum Back to Black, mas teve uma vida conturbada, com muitas viagens a clínicas de reabilitação, apresentações sob o efeito de álcool e outros sinais de sua dependência e problemas de saúde que sempre dominavam os tablóides nos últimos anos.