Adele fala sobre Beyoncé, Alec Baldwin e sobre deixar de ser uma “bruxa amarga”

E! News | Faz 2019 anos

 

Vogue



Dominar o Grammy Awards e ser capa da Vogue americana na mesma semana?! Logo após ganhar seis prêmios na noite de domingo, 12, Adele é a garota da capa da edição de março da revista de moda.

Durante a entrevista, a conversa com a cantora passou por vários assuntos, desde o susto que ela passou com suas cordas vocais, o tempo que passou sem cantar, os maiores equívocos do público sobre ela, seu surpreendente paquera famoso, sua babá famosa ainda mais surpreendente e quem é a estrela que mais a inspira.

Ah, e o fato dela estar cheia de ser uma "bruxa amarga".






Em primeiro lugar: A história que dominou sua vida nos últimos meses, sua cirurgia e a longa recuperação. "Nunca tive nenhum problema com a minha voz, nunca", disse Adele sobre a hemorragia.

E, coincidentemente, ela não estava sozinha.

"John Mayer passou por isso ao mesmo tempo em que eu, e ele realmente me ajudou a ficar tranquila sobre isso", disse ela à revista ao contar sobre a lista de artistas que a visitaram enquanto ela se recuperava, "Roger Daltrey fez muita coisa, Steven Tyler estendeu a mão, Elton John".

E, de certa forma, Adele disse que a cirurgia veio como uma benção disfarçada para, como ela mesmo se descreve, uma cantora "barulhenta e radical".

"Acho que eu só precisava ser silenciada. E quando você está em silêncio, todos a sua volta estão em silêncio. Então o barulho em minha vida acabou... Foi brilhante. Foi o meu corpo me dizendo para me consertar. Eu tive muito tempo para pensar e superar as coisas, o que é incrível... Na verdade, minha vida inteira mudou nas últimas 10 semanas. Eu nunca estive tão feliz, e eu amo isso".

O que é algo que não está de acordo com o que muitos de seus fãs pensam...

"As pessoas acham que eu sou extremamente infeliz. Elas ficam realmente surpresas quando me conhecem e eu sou tagarela e borbulhante e que sou bem despreocupada. Sou totalmente o oposto dos meus discos".





LEIA TAMBÉM: Destaque para Adele, Foo Fighters e Kanye West no Grammy Awards





E enquanto suas músicas têm passado bastante angústia até agora, Adele diz que ela não é a ex devastada e que muitas vezes se depara com potenciais pretendentes.

"Eu sou para casar!", disse ela, "Sou ótima... Eu nunca mais vou escrever um disco sobre rompimento de novo, falando nisso. Eu estou farta de ser uma bruxa amarga".

E farta de muitas outras coisas...

"Estarei de folga por quatro ou cinco anos. Eu estou constantemente trabalhando, meus relacionamentos não funcionam. Então pelo menos por enquanto eu posso ter tempo o suficiente para escrever um álbum feliz. Estar apaixonada e estar feliz. E depois eu não sei o que eu vou fazer. Me casar, ter filhos, plantar uma boa horta".

Assistir Simplesmente Complicado em repetição infinita?

"Eu amo o Alec Baldwin", disse ela, "Oh meu Deus, eu fiquei apaixonada por ele naquele filme. Ele é tão sexy".

E o ator não é a única estrela aprovada por Adele. A cantora não teve nenhum problema em falar sobre Beyoncé.

"Ela tem sido uma grande e constante parte da minha vida como uma artista desde que eu tinha uns 10 ou 11 anos. Eu amo como todas as suas canções são sobre ser capaz. Mesmo quando ela casou com Jay-Z lançou Single Ladies. Vá em frente, pegue o que você merece. Eu realmente a acho inspiradora".

E podemos dizer que provavelmente o sentimento é mútuo.