Adam Levine critica a postura de “America Idol”

E! News | Faz 5 anos

 
Yu Tsai/OUT magazineAdam Levine continua a nos dar ainda mais motives para amá-lo. Não só o vocalista da banda Maroon 5 falou sobre seu irmão gay na nova edição da revista Out, como também explicou que não vê problema em achar homens atraentes e sobre seu gosto por tirar as roupas. O treinador das estrelas de The Voice também falou sobre o que ele considera um problema em American Idol... Adam culpou a Fox por não permitir que concorrentes homossexuais não se assumissem desde o primeiro dia, como foi o caso de Adam Lambert, “O que sempre me irritou no American Idol é que eles estavam sempre tentando mascarar aquilo, e nem tocavam no assunto”, comentou Levine, “Você não pode ser assumidamente gay? A essa altura? Em uma competição de canto? Dá um tempo. Você não pode esconder os componentes básicos das vidas dessas pessoas. O fato de o The Voice não ter receio com essas questões é uma coisa maravilhosa”. Os representantes de American Idol ainda não comentaram sobre a fala de Adam. O cantor de 32 anos contou que a família deu todo apoio ao irmão mais novo quando ele assumiu que era gay. “Nós todos queríamos dar suporte a ele e queríamos que ele soubesse constantemente que estava tudo bem”, contou o vocalista, “Muitas pessoas não querem que o filho seja gay e vão lutar contra isso a todo custo. Mas, tenho novidades para eles – é uma batalha perdida. Quanto mais você combater, pior será para o seu filho”. “Você tem que aceitar isso desde o começo”, ele continuou, “É a única maneira de lidar com isso como uma família. Caso contrário será pior para você e seu filho ficará infeliz”. SAIBA MAIS: "Moves like Jagger" promete tirar todo mundo do chão. E o que mais aprendemos com Adam Levine na Out? Bom, ele não tem problema nenhum em admirar outros homens, “Eu sou extremamente confortável com a minha sexualidade, então eu posso pensar, ‘Aquele é um cara bonito’”, ele disse, “Reconhecer que um cara é bonito e querer ficar com ele são coisas completamente diferentes”. Não que Adam se importe se você acredita que ele faça as duas coisas, “Se as pessoas não achassem que há uma pequena chance de eu ser gay, então não estaria fazendo meu trabalho direito”, ele contou, “Olhe para os melhores, caras que sempre tiveram a opção sexual questionada. David Bowie, Mick Jagger, Freddie Mercury. Eu não seria o líder da banda se essa questão ainda não tivesse aparecido”. E quanto à nudez quase onipresente, ele explicou, “Eu simplesmente gosto de estar o mais nu possível o tempo todo, é bem natural para mim”. Obrigada, Adam. Nós apreciamos isto.