A casa de Amy Winehouse vai se tornar um centro de reabilitação

E! News | Faz 5 anos

 
Jim Dyson/Getty Images
Depois que a Amy Winehouse apareceu morta em sua casa no dia 23 de julho, quando tentava combater o vício no álcool e nas drogas, seu pai Mitch revelou que tinha planos de transformar a casa na sede da Fundação Amy Winehouse. “A fundação poderia oferecer ajuda aos jovens que sofrem de problemas de saúde. Poderia ser um hospício ou outras coisas. Queremos fazer uma tranformação positiva”, declarou o pai. Uma fonte revelou que “todo mundo está unido para tornar isso uma vitória, a gravadora, a família, os amigos e a direção. Acreditaram que fazer um centro em sua antiga casa teria muito sentido”. “Mitch tem grandes planos e precisa de um lugar onde os empregados sejam capazes de levar o seu trabalho muito a sério”. A família da cantora tinha planejado vender a propriedade, mas finalmente concluíram que o lugar que Amy morreu era um lugar “muito valioso”. SAIBA MAIS: Coldplay faz homenagem à Amy Winehouse Uma fonte disse ao jornal The Sun, “Não queriam alugá-la, e em caso de vendê-la acreditavam que poderiam atrair algum tipo de comprador errado, já que foi aonde Amy morreu”. A criação do centro será realizada, em partes, com o dinheiro arrecadado pelo lançamento da última música de Amy com a lenda do jazz Tony Bennett (que pretende lançar a música dia 14 de setembro, dia em que a cantora completaria 28 anos). “Todos os direitos autorais irão para a fundação dirigida pelo pai de Amy, que já começou a ensinar as crianças a não usar drogas”, disse Tony. Mitch disse que a nova canção de Amy, Body and Soul, será a “homenagem mais apropriada” para sua filha. “Não poderia estar mais feliz com todos os envolvidos, com esta gravação e com todos que querem contribuir. Amy estava muito emocionada por estar trabalhando com Tony e realmente desejava que seus fãs escutassem a música”, explicou. “O fato é que a voz de Amy está maravilhosa e linda como sempre, e ela está cantando com Tony Bennett, parece que essa é a melhor homenagem depois de toda essa situação difícil”