5 coisas que Steve Jobs nos deixou (e não estamos falando de gadgets)

E! News | Faz 5 años

 
Justin Sullivan/Getty Images
Se Steve Jobs tivesse deixado apenas iPods, iPads e iPhones ele já teria feito muita coisa. Mas o legado do co-fundador do Apple, que morreu ontem aos 56 anos, vai muito além dos gadgets inovadores. Aqui uma lista das cinco coisas mais legais que ele nos deixou...

[youtube width="570" height="344"]http://www.youtube.com/watch?v=fPhse4WlgEA[/youtube]

1 Woody e Buzz: Quando Jobas comprou o estúdio de computação gráfica de George Lucas em 1986, nascia a Pixar e o caminho que levaria o mundo inteiro a assistir Toy Story.

[youtube width="570" height="344"]http://www.youtube.com/watch?v=mwjJb7CHH-w[/youtube]

2 Os Beatles digitalizados: por muito tempo as músicas da banda foram mantidas fora do catálogo de Mp3, mas finalmente em 2010 o iTunes conseguiu selar o acordo para digitalizar os arquivos. SAIBA MAIS: Steve Jobs em capas de revista

[youtube width="570" height="344"]http://www.youtube.com/watch?v=rQSJScOiai8[/youtube]

3 O notebook de Carrie Bradshaw: Ok, hoje ele pode parecer um pouco grande e nada moderno para nós, mas em 2001, quando ele apareceu no episódio My Motherboard, My Self, e desde então foi o companheiro da personagem que se manteve fiel à marca até o final de Sex and the City.

[youtube width="570" height="344"]http://www.youtube.com/watch?v=OYecfV3ubP8[/youtube]

4 Bons comerciais: Com a exceção de 1984, os anúncios refletiam a importância da estética para Jobs e como ele se preocupava com as experiências do usuário. Mas 1984 é um dos comerciais mais lembrados da Apple por toda a revolução que o Macintosh trouxe para o mundo. [youtube width="570" height="344"]http://www.youtube.com/watch?v=UF8uR6Z6KLc[/youtube] 5 Uma reflexão sobre a vida: Jobs ensina uma coisa muito importante sobre a vida, “Seu tempo é limitado, então não o perca vivendo a vida de outra pessoa”, diz ele em seu discurso para os formando de 2005 da universidade Stanford, “Não deixe que os barulhos da opinião dos outros te afaste da sua própria voz interior. E o mais importante, tenha coragem para seguir seu coração e sua intuição”.