Zara anuncia etiqueta eletrônica antitrabalho escravo

MODA | Faz 4 anos

 
Zara

Reprodução




Entenda a novidade






Após quase três anos da denúncia de usar trabalho escravo no Brasil, a Zara anunciou que vai adotar medidas para deixar todo processo de produção nacional mais transparente.

Acompanhe Valentina Ferris no Twitter

Segundo o Estadão, João Braga, presidente da marca no Brasil, anunciou um projeto inédito no ramo do varejo. A Zara vai passar a identificar as peças produzidas no Brasil, cerca de 35% do que é vendido nas lojas do país, com uma etiqueta eletrônica, que vai trazer informações sobre os fornecedores (do endereço ao número de funcionários). Para ter acesso aos dados, basta que o cliente tenha um aplicativo de leitura de QR Code em seu smartphone.

Kim Kardashian e Kanye West usam look combinandinho em jantar

Desde 2011, quando foi denunciada, a Zara já investiu cerca de R$ 14 milhões em projetos de responsabilidade social no Brasil, quantia que é mais do que o dobro do que foi investido pela marca nos anos anteriores.